IMG-20151216-WA0006

 

Você sabe quando está muito quente quando liga o chuveiro e começa a temperar a água abrindo o registro de água fria. Você abre, abre, abre, no grau máximo de contorcionismo do punho e, como continua “pelando”, você abre devagar a fria. Abre, abre, abre, vai até o estágio final de abertura e a danada ainda se mantém “no ponto pra mais”. Então você, pacientemente, repete a manobra agora com o registro da água quente. Fecha, fecha, fecha até o fim da linha, que é quando a temperatura da água no corpo está enfim agradável. Dedinho curtindo pra cima, mil vezes!!!

Percebe então que bastava ter aberto simples e unicamente a “fria”, que nesta época do ano aqui no Rio é “morna”.

Você sabe que está insuportavelmente quente quando ao desligar o chuveiro, ato contínuo, escancara as duas portas do box para deixar entrar um arzinho do banheiro. Mas logo o arzinho está assando você que nem picanha na grelha.

Você sabe que está nojentamente quente quando precisa arrancar rapidamente a toalha que envolve os seus cabelos, para aproveitamento máximo da sensação refrescante da água no seu corpo.

Você sabe que está irritantemente quente porque, num golpe de desespero você abre logo a porta do banheiro pois está suando que nem porco no rolete. E, no auge do desatino, você que já conhece os meandros nefastos do verão carioca- se atira no quarto gelado no máximo, o ar previamente ligado para este fim.

Você sabe que está fucking hot quando tem um estremecimento de horror e desprezo ao se imaginar dentro de uma calça jeans. E agoniza não sabendo o que vestir, já que para algumas idades está fora de questão um shortinho com top. Não impunemente, pelo menos.

Você sabe que está PQPmente quente porque prefere maquiar-se no escuro, à alternativa de suportar a torturante luz dicroica queimando seu cerebelo. E até admite o look despojado, o make up “beleza natural”, pois não suporta a ideia da base escorrendo, melando seu rosto.

Esta foi uma reflexão baseada em fatos reais beirando a desabafo, obviamente sugerida por uma experiência torturante e hilária, que eu simplesmente PRECISAVA compartilhar para ficar mais fresquinha.

 

Anúncios