10450596_486034354873527_8699781810199477484_n

Mary recupera-se novamente da sua perna bichada. Que luta! Estou limpando com água oxigenada, botando pomada e dando amoxilina na água da bichinha ( sugestão do marido ) e o inchaço, o pus e o sangue pararam de correr. Ontem corri meio Rio atrás de ração pra pobre. Tive que ludibriá-la com milho e sementes para araras e papagaios por um dia inteiro, mas ela deixou bem claro sua preferência pela ração de postura. Até aqui nada de ovo, no entanto. Lucélia, a dinda, chegou a cogitar: será que a galinha  é um galo? Imaginem . Ex-galinha de macumba, transformista…mas, sem problema, podem chamá-la também de Mário Lu. À tardinha, cheguei cansada da trilha da Pedra, apesar do banho revigorante de cachoeira, tomei uma ducha quente,coloquei o cd de um cantor de restaurante que comprei lá em Colonia del Sacramento; suaves, ele e seu violão. Mary Lu, foi se achegando, e eu puxei papo. Ela sentiu a paz da minha voz, provavelmente, porque se agachou ao meu lado, como um cachorro faria, quando comecei a fazer carinho no pescoço e costas. Pensei: a gente não sabe nada mesmo. O universo puxa papo com a gente o tempo todo,mas estamos muito ocupados e autocentrados. Obrigada, minha galinha sem ovos. O ouro são as lições que me dás todo dia. 
Anúncios