Punta-10-7-2008
Hoje levantei disposta a reprogramar a minha vida. Bem, isto me parece radical demais. Refraseando. Hoje amanheci convencida de que posso rearranjar ou tentar pôr mais ordem nos desarranjos da minha vida. Explico. Semana passada estava numa fase exultante, quase arrogantemente convencida de que nada mais poderia acontecer de ruim, caso eu não permitisse.  A coisa é assim e não é bem assim, foi a resposta sábia do universo. Subi montanha, desci montanha, o corpo em júbilo e jovialidade. Me julgava pronta para comemorar o feito de ter permanecido muitos meses sem que brotasse um único furúnculo no meu corpo, minha chaga malvada favorita desde que meu filho nos deixou. O Rio enfim me curou, pensei! Há dois dias eclodiu um vulcão na virilha direita ( sempre deste lado ) e um filhote dele na axila ( direita, claro ). O primeiro, já em erupção dolorosa. Culpa provável de um estresse rápido e fulminante,do qual não irei falar.

Por indicação do amigo Hércoles adquiri o livro  Os Chakras, de C.W.Leadbeater, que comecei a ler ontem. Concluí que sou muito ignorante para entender a profundidade, a complexidade do nosso ser. Mas inteligente na medida para dar-me conta de que, com muita meditação e força de vontade, posso abrir as portas de um novo mundo, reprogramar minha saúde mental e física. Já comecei a dar uma ajuda comendo inhame, pois creio cada vez mais no poder da alimentação como forma de cura. Penso em introduzir os sucos verdes, que são uma boa moda. Desintoxicar parece ser a palavra de ordem. Por que não? Preciso tentar mudar padrões não só internos como externos. Desintoxicar a alma. O mais difícil será cortar o alimento do câncer-o açúcar. Refrigerantes já estão na lista negra. Bem-vindos os chás, que segundo os japoneses, despertam a bondade e o vinho, que é sangue! Dele não abro mão. Quero viver até os noventa, andando de bicicleta, dirigindo, varrendo casa, limpando a bunda sozinha e colocando batom sem borrar.

coringa

O livro me ensina que tenho várias envolturas. Preciso acessar camadas mais profundas para mudar o que me incomoda no meu corpo mais denso, que é o físico. Me mostra todas as cores da minha ignorância e o quão longe estou de me conhecer, a  mim e ao meu potencial. E o principal, dá-me tesão, combustível para continuar BUSCANDO,BUSCANDO, BUSCANDO.   

derviches

 

Anúncios