2013-06-23 12.44.01Ainda em ritmo de festa junina, resolvo promover meu pinhão a uma receita mais elaborada. Sofisticação, mínima. Nível de preparo, fácil. Ajuda do marido para a “descascação”. Eu uso minha ferramenta mais antiga: os dentes. Ele, o aparato chique e prático que uma vizinha querida nos presenteou. Vapt vupt. Resolvo inventar o cardápio com os ingredientes que tenho. Só sei que o pinhão terá que ser usado. Não abro mão dele. Combinando ou não.

Bom, tenho um salmão, palmito pupunha e pinhão. E batata doce! Decido que o pupunha, cortado em rodelas, vai servir de cama ao peixe, temperado simplesmente com sal fino e pimentinha. Jogo umas míseras alcaparras e um fio de azeite. 

À parte, cozinho duas batatas doces e duas inglesas . Hum, suruba de raízes e tubérculos. Vão para o forno com um fio de azeite, para dourar. O que vai dar esta receita, Jesus amado?

2013-06-23 12.45.13

2013-06-23 12.47.30

2013-06-23 12.50.25

Ah, um arroz branco com um toque de salsinha misturado. Já que a pedida é reinventar. A mesa vai sendo posta. As rosas amarelas do polaco não se cansam de se dar…e enfeitam a mesa.

Finalmente ele, para mim hoje o protagonista da novela. Meu querido pinhão! Já sei! Ao invés de um arroz para vesti-lo, acabo resolvendo ( palpitou o marido) usá-lo numa farofa. Sem farinha. A farinha é o próprio, triturado. Acho que vai ficar bommmm. Um toque de bacon torradinho, ervas, manteiga…A receita vai abaixo.

2013-06-23 12.34.52

2013-06-23 12.54.02

Lembrei do nosso polaco. Como adorava uma mistura de sabores! O salmão casou bem com a batata doce, amei! A farofa, dos deuses. Minha comida ficou deliciosa, modéstia à parte. Inusitada, como a própria vida. Exótica, improvisada com elementos disponíveis, como se faz necessário quase sempre nos nossos malabarismos diários. O pinhão morreu lindo dentro da gente. Feliz com a ousadia do preparo e à revelia da mistura. 2013-06-23 12.55.28

A sobremesa?Pensei em tudo. Já começa a cheirar. Um delicioso bolo-pudim, que o marido adora! Quando acordar da siesta, la fiesta continuará ( ai, marido quer que eu o desenforme quente!!! ). Amanhã ele parte para Madri e eu parto para a zumba salvadora, torcendo para gastar pelo menos umas oitocentas calorias, sob o risco de ser trocada por um par de castanholas.

Que venga la vida, pero que venga saborosa! Olé!

2013-06-23 15.58.13

Ming difarçando que está louca pra ganhar um pedaço!!!!

2013-06-23 16.00.46

Quem espera sempre alcança!

****************************************************************

 Uma receita para o espírito ficar inquebrantável. Puro feitiço!

FAROFA DE PINHÃO MALIGNA

Cozinha-se e descasca-se um punhado de pinhões. Que renda  pelo menos duas xícaras. Deixa esfriar. ( não o fiz e percebi que ele fica meio embolado na sua goma elástica natural). Frita-se um pedacinho de bacon. Acrescenta-se duas colheres de margarina e duas de azeite. Frita-se um pouco de cebola e, no seguimento, alho. Quando o cheiro estiver miseravelmente bom, acrescenta-se o pinhão triturado, acrescido de ervas, um” tiquin” de sal e pimentinha. Uma verdadeira maravilha calórica e curativa!

Anúncios