As coisas vêm quando procuramos por elas. É fato.

Podem vir suavemente ou de sopetão.

Mas  é preciso um mínimo de esforço de nossa parte. Às vezes , o  que  soa mínimo para mim  é um passo gigantesco para o outro. Não importa. É preciso ser dado.

Caminhar é preciso.

É preciso disposição interna , uma pequena fagulha de QUERER .

Há momentos na vida em que este  PEDIDO DE SOCORRO      é arrancado à fórceps de dentro da gente . Como combustível  de nossa sobrevivência  vital , está na reserva  há tanto tempo , tão  disfarçado de É ASSIM QUE TEM QUE SER  que nem nos damos conta que ele ainda mora lá e que precisa sair e gritar.

Botar a boca no trombone de si mesmo é preciso.

Gritamos então às forças do universo, à Deus, a quem quer que esteja no comando  de tudo: DAI-ME FORÇA ! DAI-ME LUZ !

Neste momento,que vou chamar aqui de MOMENTO DAIME  alguma coisa acontece  ; as pedras são mexidas dentro da gente ( ou será que alguém nos mexe em seu tabuleiro?!) e coisas boas acontecem.

Hoje, 9 de junho, faz frio. É preciso espantar a vontade incontrolável de voltar para a cama que, voluptuosa ,me chama com olhinhos lânguidos, pestanejando de sono , com bafo ainda morno.

Heroicamente resisto e , munida de filtro solar no rosto e mãos, enfiada num legging e tênis , apanho o resto da parafernália:

óculos de grau, caderneta e caneta, saco para depósito das fezes das cachorras e máquina fotográfica.

  Só faltaram  a lanterna e a barraca!

Tiro parte da manhã para reconhecimento de terreno além Alameda Hungria.  Vou apresentar minhas cadelas ao espaço do condomínio destinado  exclusivamente a elas.

Quinze minutos de caminhada depois, subindo e descendo colinas de asfalto, quase no meu destino ,deparo com uma cena que me encanta. Um grupo  faz uma prática qualquer ao lado do parque infantil.


Não pestanejo. Amarro as guias debaixo do banco e me junto ao grupo.

LIAN GONG , descubro depois, é uma prática terapêutica chinesa  e as aulas acontecem às terças e quintas regularmente. Encantada , agradeço à professora Alice Wu e aos colegas da terceira idade  e sigo ao destino pretendido.

Feliz e alongada,  cheia de CHI, solto minhas filhas da guia  e , enquanto as observo , sentada no banco da praça canina,escrevo na caderneta sobre o meu achado ( preciso pesquisar sobre a ginástica de olhos puxados que acabei de executar, concluo ).


Mais do que nunca, estou me sentindo revitalizada,com o espírito renovado e contente de ter pulado da cama e de não  ter cedido aos seus apelos.

É preciso uma fagulha de força , de vontade, para que as coisas apareçam, aconteçam…para que elas TE ACHEM !

As possibilidades disto acontecer são sempre maiores do que imaginamos  !

Amanhã  às 9 horas em ponto estarei na Praça da Paz Celestial ,me juntando aos soldados de Mao  a executar a prática que me dará passe livre para o grande  Circo Nacional da China .

Mexer-se é preciso!

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Sobre o Lian Gong :

Na visão da medicina tradicional chinesa, o corpo humano é nutrido pelo sangue e pelo “Chi” ( energia vital)

O Lian Gong (pronuncia-se Lian Kung) é uma técnica que une a medicina terapêutica chinesa e cultura física, que para os chineses significa: o fortalecimento harmonioso do corpo, permitindo o pleno funcionamento e utilização dos músculos, tendões e ossos.

O Lian Gong foi desenvolvido na China, Shangai em 1974 pelo médico ortopedista Dr. Zhuang Yuen Ming. Surgiu como um dos primeiros sistemas de prática corporal que, mantendo como base as milenares artes corporais chinesas, incorporava também os modernos conhecimentos da medicina ocidental. Essa técnica foi escolhida pelo governo chinês como uma das técnicas a serem amplamente divulgadas para a população devido aos grandes benefícios resultantes de sua prática.

“O Lian Gong é como a água que ao escorrer lenta e progressivamente vai preenchendo todos os espaços vazios até as pequenas fissuras, atenta dá importância a tudo, percorre todo seu caminho sem pular etapas e na sua mansidão repousa a sabedoria e o poder da natureza, que sempre supera a vaidade do Homem”

Anúncios