Hoje descobri que sou uma pessoa

SERENDIPITUOSA ( serendiptuous)

(ok.  Acabo de me dar um adjetivo escabroso!)

Descobri  que vivo no Serendipismo há muito!

Que o pratico!


Deixem-me explicar, antes que os desavisados

parem de ler ou pensem que estou “tomada

pelo alemão “

ou que andei tomando

chá de Daime.


A amiga Martha, num arroubo pra lá de feliz, postou ontem um

artigo entitulado SERENDIPTY ( recomendo-os a visitarem seu

bloghttp://sotaoeporao.blogspot.com/ para entenderem  melhor do

que estou falando ).

Concluí que era um assunto empolgante demais pra terminar por

ali.

Creio que Marthinha , nos revelou um “ veio de ouro” desta mina

fantástica que é o CONHECIMENTO , ou seria mais apropriado

dizer, do DESCONHECIMENTO de nós

mesmos e de tudo que nos cerca ??!!


Leio e paro imediatamente pra pensar, olhar pra trás e – VUPT –

perceber que SIM, isto acontece comigo o tempo todo !!!

Encantada com a descoberta mergulho de cabeça na pesquisa dos

acontecimentos da minha vida…e, logicamente, no meu próprio

SELF  e na minha relação de receptividade com o mundo que me

cerca.




Confesso ter adorado, à  época, o  filme  de  mesmo  nome

SERENDIPITY ( Escrito nas Estrelas ) com o casal gracinha John

Cusak e Kate Beckinsale .

Tocou-me o coração, mas superficialmente …

mais romanticamente, digamos.


Ontem, ao contrário, fui atingida EM CHEIO com o post da amiga,

com a revelação desta minha -nossa verdade.


Está bem , deixem-me   trazer LUZ ao

assunto.


O neologismo

SERENDIPISMO em português   ( ou

SERENDIPITE ou ainda  SERENDIPIDADE ),

se refere  às descobertas afortunadas, feitas

ao acaso…quando, por acidente,descobrimos

a solução para dilemas até então

impensados.

Isto, porém,  só é possível quando nossa

mente  ESTÁ  ABERTA  ÀS  MÚLTIPLAS

POSSIBILIDADES.


O  ACASO  SÓ  FAVORECE  A  MENTE

PREPARADA  ( Louis Pasteur )

Vejam bem.

Um convite -feito de última hora, por um amigo de meu marido,

para um almoço à moda gaúcha, na casa da Martha ( e por nós

aceito-importante frisar!)…nos reune, a mim e a ela, trinta anos

depois.


Martha me lembra então que nosso contato se dava através de um

Clubinho Juvenil de leitura nos idos anos 70…no período de férias

escolares.


CRESCEMOS. CASAMOS. MUDAMOS .

Tomamos rumos diferentes…

Nos  reencontramos  “ ao acaso ”

numa loja de presentes  no Rio,

depois num consultório médico e agora , no  terceiro EmpapaRio

( encontro dos “papareias”- os riograndinos – que vivem no Rio).


De lá pra cá, ela e eu nos “serendipiamos” ,

nos enrolamos em tramas, versos, histórias,

através de nossos blogs e de uma rede de

amigos e seguidores …porque ESTAMOS

RECEPTIVAS .

(O próprio blog só nasceu por conta da sugestão da amiga Renata, minha grande incentivadora.    Porque eu estava RECEPTIVA .)

Mesmo na nossa “ignorância”, pois POUCO ou

NADA SABEMOS …mesmo assim,conectados à

inteligência infinita do Universo…SE

ESTIVERMOS ABERTOS, estaremos atraindo

para nós o “impensado, a solução, a saída, o

grito de Eureka, o insight, a iluminação

almejada para aquela situação

conflitante…isto é SERENDIPISMO.

O próprio inventor da palavra SERENDIPITY, o inglês Horace

Walpole, acredito, foi por certo atingido, fulminado, iluminado

pelo próprio “acaso” ao criar o vocábulo em 1754, a partir do conto

persa   – OS TRÊS PRÍNCIPES DE SERENDIP – que fala de três

príncipes do Ceilão, que viviam fazendo descobertas inesperadas,

graças à sua observação e sagacidade. Descobriam “ por acidente “

soluções impensadas. Mas o que os tornava realmente pessoas

“especiais”, era o fato de terem a mente aberta para as múltiplas

possibilidades.

( Serendip -nome dado ao Sri Lanka  ( antigo Ceilão) , pelos

comerciantes árabes da antiguidade )


Nos dias atuais é considerado

uma forma especial de criatividade

ou uma das muitas técnicas de

desenvolvimento do potencial criativo de uma

pessoa adulta

que  alia  inteligência, senso  de

observação e  perseverança.

Quando Leonardo, meu filho, sofreu seu

acidente doméstico que lhe roubou a

visão de um olho, provavelmente eu

estivesse receptiva  à  ajuda  do Universo,

de  Deus  ou  daquilo  que nomeamos

as forças  do  BEM…

Então, “acidentalmente “ fui conduzida a

exorcizar, no livro ANJO DESGARRADO, uma

história que começara 30 anos atrás.

“Coincidentemente “ o mesmo tempo que

tenho de casada, e o tempo que fiquei afastada

da Martha, a pessoa que me fez parar para

escrever  sobre ESTE ASSUNTO agora.

Isto, amigos, é SERENDIPITY.

Se lhes escrevo agora, se descobri a escritora

dentro de mim, a culpa é dele.

Espero que para o bem.

Casos famosos :

Arquimedes ( 287-212 a.C )

O grande matemático e inventor grego, tomava seu banho imerso em uma banheira, quando teve o que hoje chamamos de insight e, repentinamente, encontrou a solução para um problema que o atormentava havia tempos. Seria a coroa do rei de Siracusa realmente de ouro? Dizem que Arquimedes teria saído à rua nu gritando EUREKA! EUREKA!( Encontrei!)

Ele havia descoberto um dos princípios fundamentais da hidrostática, que seria conhecido futuramente como o “Princípio de Arquimedes”.



Alexander Fleming ( penicilina)

Ao se preparar para entrar em férias por duas semanas, Alexander Fleming inoculou estafilococos em uma bandeja e, ao invés de colocá-la na incubadora,como normalmente fazia ,resolveu deixá-la sobre a bancada.No andar de baixo do laboratório de Fleming trabalhava um perito em bolores, que cultivava ,entre outros, os esporos de um fungo desconhecido,o Penicillium notatum. Imagina-se que os esporos, muito leves,tenham sido levados pelo vento e estavam flutuando em grande quantidade no ar do laboratório de Fleming, cuja porta sempre ficava aberta.Retornando das férias, e encontrando o laboratório em grande desordem,Fleming começou a fazer uma limpeza geral. Repentinamente,uma das bandejas de estafilococos, que estava prestes a ser desinfetada,chamou-lhe a atenção. A placa apresentava uma larga zona clara,totalmente desprovida de estafilococos, justamente a parte que estava cercada pelo mofo Penicillium .Fleming havia descoberto a Penicilina, primeira droga capaz de curar inúmeras infeçções bacterianas. (UAU!)



John Cade ( Lítio)

John Cade era um desconhecido psiquiatra australiano que perseguia a crença de que pacientes maníacos excretavam ácido úrico altamente concentrado. Para testar sua hipótese, Cade injetava um preparado que fazia a partir da urina dos pacientes em cobaias. Havia, no entanto, sérios problemas de solubilidade nas amostras usadas e, para resolver esse entrave, Cade passou a usar urato de lítio.

Inesperadamente as cobaias ficavam calmas e passivas durante os experimentos,contrastando com seu comportamento usualmente agitado e arredio. ( odeio esta parte de experimentos!)

Ao testar sua hipótese,Cade encontrou problemas de solubilidade com suas amostras e a alternativa encontrada para diluí-las, o urato de lítio, revelou uma das maiores revoluções na psiquiatria moderna. A partir daí, Cade  ainda fez testes em humanos,em casos extremamente graves de Mania Aguda.

Até hoje, mais de 50 anos depois, o Lítio permanece como um dos principais tratamentos  para pacientes com Mania grave, graças aos inesperadamente calmos porquinhos da índia ,observados pelo Dr. cade.





Friedrich August KEKULÉ Von Stradonitz

(anel benzênico)

O químico alemão Kekulé ( 1829-1896) adormeceu na plataforma ,enquanto esperava o ônibus que o levaria à sua casa e sonhou com uma cobra, que mordia o próprio rabo,rodopiando numa roda desenfreada.Segundo ele,foi esse sonho que o o inpirou no entendimento de como os átomos do anel benzênico se ligavam entre si,princípio da Química orgânica.



Galvani ( bioeletricidade)

Em seus estudos,dissecando rãs ( que droga isso!!!) em uma mesa,enquanto conduzia experimentos com eletricidade estática, um dos assistentes de Galvani tocou em um nervo ciático de uma rã com um escalpelo metálico, o que produziu uma reação muscular na região tocada,sempre que eram produzidas faíscas em uma máquina eletrostática próxima.Tal observação fez com que Galvani investigasse a relção entre a eletricidade e a animação-vida. Por isso é atribuída à Galvani a descoberta da Bioeletricidade.



A própria palavra eletricidade vem de um relato do filósofo grego Tales de Mileto…Ao se esfregar âmbar com pele de carneiro, observou-se que pedaços de palha eram atraídos pelo âmbar. A palavra eléktron significa âmbar em grego.


Sobre o filme delicioso :


SERENDIPITY ( Escrito nas Estrelas no Brasil e Feliz Acaso em Portugal )

Um longa-metragem americano de 2001, do gênero romance, dirigido por Peter Chelsom.

SINOPSE

Em um apressado dia de compras no inverno de 1990,Jonathan Trager ( John Cusack ) conhece Sara Thomas (KateBeckinsale ). Dois estranhos no meio da massa em NY…seus caminhos se cruzam em um feriado, sendo que logo sentem uma atração mútua. Apesar do fato de ambos estarem envolvidos em outras relações, Jonathan e Sara passam a noite andando por Manhattan. Quando a noite chega ao fim, os dois são forçados a determinar algo como seu próximo passo.Quando Jonathan sugere uma troca de telefones, Sara rejeita  e propõe uma idéia que dará ao destino o controle de seu futuro.

Se eles tiverem que ficar juntos, ela diz…eles encontrarão o caminho de volta para a vida um do outro.


Clipe da música do Filme :

GOSTOU?

QUER CONTINUAR VIAJANDO NO TEMA ?

Um rapaz talentoso pra continuar sonhando…

Anúncios