Hoje,domingo, aconteceu um fato estranho,

porém, muito revelador.

Como de costume, meu marido anda , nos fins

de semana, com nossa cadela Ming Yu, nas

cercanias  onde moramos.




Em tempo …  Ming ( brilhante ,em chinês) é

nossa cachorra adotiva , mistura ,

provavelmente ,de Sharpei e Boxer.

Uma cadela espetacular, extremamente

inteligente e dócil.


Costuma gostar dos humanos,  aliás,  dos

seres vivos em geral, uma vez que dá-se  bem

com nossos outros dois cães , com outros

cachorros e  até com nossos gatos !!!


A certa altura do passeio, ela olha ao longe e

trava.  Recusa-se a ir em frente,  mesmo sob a

forte pressão da guia  a  lhe puxar . Recua

alguns passos, forçando uma marcha-ré

maluca, numa tentativa de retornar para

casa.

Nunca fez isto antes!


Meu marido olha ao redor e descobre , a uns

quinze metros adiante, um homem muito

gordo , parado na larga calçada,  atrás de um

condomínio.


Leva um bom tempo incentivando -a  a

continuar a marcha e NADA !

Ming Yu , olha apavorada para o lado onde

está o homem e – PARALISADA –

não se move !!!


Por  fim, cede  às  palavras carinhosas  de

encorajamento e  passa rápida  e

temerosamente pelo homem.


Acelera o passo e quase dispara , depois de

ultrapassar a zona de perigo


 

Meu marido estranha, mas não dá

importância.

Na volta do passeio, a   uns  100 metros  ainda

da barroca  figura masculina , ela repete o

comportamento.


E só a muito custo volta pelo mesmo caminho

,tendo que passar novamente por aquela

criatura , que, totalmente absorta , permanece

parada no mesmo lugar, provavelmente a

descansar da caminhada matinal ou a esperar

por alguém.


Ming passa ressabiada e dispara,  puxando a

guia.

Kadado , ainda de posse da tipóia no braço

esquerdo, devido à cirurgia a que se submeteu

há duas semanas atrás, precisa trotar para

contê-la no seu afã de sumir o mais rápido

possível dali.


Meu esposo chega, assim, à triste conclusão

que o homem da calçada tinha ,por certo,  a

mesma  compleição física do ex- dono da

nossa linda e astuta cadela …


daquele mesmo homem  que, há uns dois anos

atrás , a havia entregue , sem pestanejar , a

um precário abrigo de animais na zona oeste,

onde ela passou…

fome e saudade …

onde quase foi consumida pela  doença do

carrapato…


pela sarna

enquanto olhava dia e noite para o

portão de entrada …

ESPERANDO A SALVAÇÃO CHEGAR !!!


Prestemos atenção aos animais!

Uma vida não pode ser jogada fora!

NUNCA!


VIDAS

NÃO SÃO


DESCARTÁVEIS  !!!



 

( um pouco mais sobre Ming Yu na página – Adoção , uma experiência  de Amor)

Anúncios