~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Viagens são muito boas !!!
A quebra do encanto , no entanto, se dá antes mesmo dela terminar.
No  fazer as malas à hora da partida, tentando  acomodar aquele monte de trecos que a gente costuma comprar e que, geralmente, nem estava precisando;
bem como na hora de nos certificarmos  se estamos   carregando  conosco toda a papelada…  passaportes,identidade, passagens; de conferir mentalmente se há líquidos   , tesourinhas, pinças, o diabo  a quatro na bagagem de mão…
bem como de  checar  o peso das bagagens e  torcer para que não excedam o peso permitido; tudo isto somado à agonia da espera e  às verificações de confirmação de vôo a cada quinze minutos no aeroporto…é …realmente  a gente  retorna, de sopetão, a este  mundinho  atabalhoado e estafante ,do qual tanto  tentávamos  fugir  há uma semana atrás.
Back to real life, my friend !
Tem jeito  não !
Agora é torcer para que o vôo seja bom, que os ocupantes dos assentos ao lado não sejam chatos, nem gordos demais, nem carreguem criancinhas  miando no colo e que ,acima de tudo, meu bom Deus que me ampare e proteja !… que a gente chegue  são e salvo  no destino  da gente.
O massacre continua  após  o desembarque.
Malas a serem retiradas  naquela passarela  maldita , onde  mais de  uma centena de pessoas descabeladas,cansadas e  de mau humor  disputam um clarão entre  ombros, um vão mínimo, de onde dê pra acompanhar o funesto  desfile  de pacotes mambembes ,que ,a estas alturas  já se engalfinham  uns por cima dos outros , disputando no tapa um lugar na esteira …  e  a gente torcendo para que ,ao menos,  nossa mala não seja ,nem aquela suicida, que  ameaça tombar  na curva pra fora da esteira, nem  a última das moicanas.
Aí  vem a parte até legal. Encontrar um táxi decente pra por a muambada toda e, finalmente, ufa, sentar o rabo no banco e relaxar um pouco, rumo à Barra da Tijuca.
Não por muito tempo…
Na chegada, a efusiva recepção dos cães… trezentas lambidas  e pisadas de rabo depois, conseguimos,  enfim, cumprimentar a empregada e  procurar pelo filho que ficou e que, de tão bem que está  , nem veio nos encontrar  ao escutar o espalhafato geral da nossa chegada .
Leo dá um baita sorriso, me abraça e continua  deitado na cama brincando com a camiseta na cara,  como se nada tivesse  acontecido. A gente não é mesmo imprescindível, constato.
Lá pelas tantas  ele resolve checar e só então solicita um mimo da viagem…um colorido plástico do Free shopping  o satisfaz plenamente… por cinco minutos!  e o afasta este tempo de nós. Aproveito para começar a destrinchar a mala…oh  vida, oh dor  e já esperando o novo ataque de Leo , empunho  um brinquedo novo na mão, que vai distraí-lo por mais cinco preciosos minutos.
A fome  é grande , lembra o meu estômago. Já são quase nove horas da noite .
Hum …tem feijão, arroz, farofa, bolo de carne, nem acredito na minha sorte. Quase dou um beijo na boca da empregada ! Faço uma salada de tomate e alface , pra  distrair as sedentas células adiposas.
Amanhã a dieta da proteína nos aguarda…a todos, sem dó , nem piedade.Carne, ovo e queijo amarelo. Só!  Sem choro , nem vela. Nadica de nada de verduras, nem frutas nesta fase. Cinco dias de tortura. A ordem pro corpo é :Zero Carboidratos !
Lambo os beiços de satisfação e me atiro numa barra de chocolate suíço recém trazido .
É bom demais pra ser pecado! Como com tanto gosto, que DUVIDO que tenha engordado.
Serotoninas em festa…pochetes nos flancos  e no abdômen, em construção. Danem-se ! Amanhã é outro dia.
O transport , aparelho de tortura aeróbico da academia , me aguarda se  , é claro , eu conseguir  acordar sem desordens  estomacais , provenientes   do” chocolaticídio”  da noite anterior .
Continuo desfazendo as malas, espiando com o canto do olho  o Big Brother na tv. Sim, faço aqui um mea culpa…curto acompanhar as famigeradas histórias daquele zoológico humano, pra horror do meu  culto marido .
Uma da manhã, credo!…preciso dormir. Estou caindo pelas tabelas .
Daqui a pouco , exatamente às seis da matina, tenho que levantar pra despachar o alemão pro colégio  .
Uma segunda –feira   com uma super cara de segunda-feira,  me aguarda. Academia, compras no mercado , contas pra pagar.
Que bom estar viva!
De volta –no tranco – à vida real !
Anúncios